Apresentação

Espaço para a apresentação e análise de estudos e pesquisas de alunos da UFRJ, resultantes da adoção do Método de Educação Tutorial, com o objetivo de difundir informações e orientações sobre Química, Toxicologia e Tecnologia de Alimentos.

O Blog também é parte das atividades do LabConsS - Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde, criado e operado pelo Grupo PET-SESu/Farmácia & Saúde Pública da UFRJ.Nesse contexto, quando se fala em Química e Tecnologia de Alimentos, se privilegia um olhar "Farmacêutico", um olhar "Sanitário", um olhar socialmente orientado e oriundo do universo do "Consumerismo e Saúde", em vez de apenas um reducionista Olhar Tecnológico.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Sementes de Canhâmo: o alimento completo?


As sementes de canhâmo chegaram ao mercado brasileiro como uma forte promessa de suplemento alimentar, sendo altamente defendida por nutricionistas. Além das altas quantidades de nutrientes básicos, vitaminas e minerais as “Hemp Seeds” possuem alto teor de oleos essenciais como omega 3 e 6, que possuem diversas propriedades medicinais. Seria então a semente de canhâmo o alimento completo que além de nutrir integralmente poderia possuir propriedades medicinais seguras para o consumo?



Introdução

    Atualmente é comum vermos as pessoas trocando uma alimentação saudável por alimentos industrializados que vendem a ideia de suprir todas necessidades diárias de macro e micronutrientes, porém as sementes de canhamo chegam ao Brasil com a ideia de suplementação alimentar como todos produtos industrializados, porém com o grande beneficio de ser um produto totalmente natural.
         As sementes de canhamo na contramão do que muitos pensam, não possuem o principio ativo da planta Cannabis de forma a produzir seus efeitos, o que garante seu consumo de forma segura. Dentre os principais benefícios da substituição alimentar por esse alimento se encontram os altos níveis de nutrientes básicos além de nutrientes com propriedades medicinais e protetoras. Para o estudo foi utilizada a semente de canhamo da NOW Foods, encontrada em algumas lojas de especiarias no Brasil.


Fundamentos Bromatológicos e Discussão



Nutracêuticos:
            As “Hemp Seeds” como diversas outras oleaginosas tem em sua composição altas quantidades de acidos graxos poliinsaturados, como Omêga 3 e 6 e como podemos observar pela tabela nutricional as quantidades de macronutrientes são elevadas.

      Além dos macronutrientes apresentados, que suprem claramente as quantidades necessarias em pequenas porções, temos altas quantidades de ferro, calcio e potassio.
           As quantidades encontradas no produto de ácidos graxos não foram especificadas, porém comparando com outros produtos similares as proporções de 3:1 entre Omega 3:6 são as preditas como as melhores por estudos de saúde. Esses ácidos graxos possuem propriedades como diminuição da agregação plaquetaria, diminuem colesterol e possuem grande papel em proteção à doenças coronarianas.
        O grande conteudo proteíco dessas sementes é o que mais chama atenção, possuindo uma grande quantidade. Dentre os aminoácidos presentes temos altas concentrações de Arginina que possui efeitos antiinflamatórios por diminuir as quantidades de proteina reativa C e diminuir efeitos da hipertensão por estimular a produção de oxido nitrico. Também são encontradas grandes quantidades de edestina que possui papel no reparo de DNA.
          Além de todos beneficios citados temos ainda a regulação do transito intestinal pelo seu teor de fibras soluveis e insoluveis.


Legislação

O canhâmo:


      Segundo a Lei de Drogas, as sementes de Cannabis não são permitidas no Brasil. Porém no último ano tivemos diversas jusrisprudencias e sua importação foi permitida em alguns casos. O produto já pode ser encontrado em mercados municipais e algumas casas de especiarias.

O alimento:


     As sementes de canhamo são oleaginosas e seguindo a luz da RDC 19 de  30 de abril de 1999 da ANVISA se colocam como alimentos que possuem propriedades funcionais e/ou de saúde.          

     

Conclusão

Sementes de canhâmo apresentam altas quantidade de beneficios à saúde que foram largamente ignorados por sua associação com a maconha, apesar de possuir traços de THC, porém de forma segura e não apresentando os efeitos conhecidos da maconha. Seu alto conteudo energetico sem carboidratos e com alto teor de fibra as fazem um otimo suplemento alimentar para atletas além de servir para prevenir e melhorar algumas doenças. As sementes de canhamo vem sendo comparada a super alimentos como quinoa e fontes altamente proteicas de carne. Desse modo, as “Hemp Seeds” se tornaram como é anunciado mais uma opção de alimentos completos, que podem nutrir de forma integral e ainda ajudar amplamente na saúde dos consumidores.

3 comentários:

  1. As sementes de cânhamo contêm todos os aminoácidos essenciais, sendo portanto uma ótima fonte de proteínas, uma boa opção, para suplementação alimentar. Como outras sementes, as de cânhamo apresentam uma quantidade substancial de ácidos graxos ômega-3, saudáveis para o coração, não sendo uma droga! Pelo contrário é uma semente que apresenta carboidratos, gorduras e proteínas, sendo portanto um alimento de ótimo valor nutritivo e baixa quantidade de carboidratos, ou seja, mais uma opção para uma dieta saudável.

    ResponderExcluir
  2. Essas sementes são da mesma espécie de cannabis, Cannabis sativa, que é a planta da maconha, porém a quantidade de THC das sementes de canhamo são muito insignificantes (menos de 0,3%), por outro lado a maconha tem altas quantidades de THC. Na alimentação, essas sementes são muito saudáveis e tem diversos benefícios para nosso organismo. O fato de ser rica em ômega 3 e 6 ajuda a reduzir inflamações, e assim previne doenças cardíacas, reduz colesterol e pressão alta. Ácidos graxos também estão presentes na semente e ajuda pessoas com problemas de pele. Além desses beneficios, é fonte de proteina vegetal, tem alto teor de fibras, fonte de minerais.

    ResponderExcluir
  3. Embora seja popular entre o povo ocidental, o uso do óleo de cânhamo tem sido prejudicado pela sua associação com a maconha por serem da mesma família – cannabis. E mesmo o fato de seu óleo ser quase que totalmente isento de THC, o cânhamo é considerado tabu por muitos. Porém, felizmente, a educação prevaleceu, e o mercado do óleo da semente de cânhamo tem crescido tanto nos EUA como na Europa com o aumento da procura devido aos anúncios de seus benefícios à saúde.Os efeitos farmacológicos do CBD são diferentes e muitas vezes opostos aos do THC. O número de publicações sobre o CDB aumentou consideravelmente nos últimos anos e sustenta a idéia de que o CBD possui uma gama de possíveis efeitos terapêuticos; entre essas possibilidades, as propriedades ansiolíticas e antipsicóticas se destacam.
    Os efeitos ansiolíticos do CBD são, aparentemente, semelhantes àqueles dos medicamentos aprovados para tratar a ansiedade, embora suas doses efetivas não tenham sido claramente estabelecidas e os mecanismos subjacentes a esses efeitos não sejam totalmente compreendidos.
    Ingrid Moreira (10/08/2017)

    ResponderExcluir